Na trama, cinco jovens vivem o alter ego do autor numa série de aventuras e desventuras típicas da adolescência. O violão e outros instrumentos são amigos inseparáveis desses garotos, que tocam canções que também fazem outras gerações cantarem juntas, como “Sempre Assim”, do Jota Quest; “Todas as Noites”, do Capital Inicial; “Vou Deixar”, do Skank; “Olhar 43”, do RPM, “Vinte e Poucos Anos”, de Fábio Jr., e até uma versão “quebra-tudo” de “I Get Knocked Down”, da banda inglesa Chumbawamba.

A encenação cria uma reflexão sobre as relações humanas e sobre o quanto é bom viver a partir da discussão de temas como amor, amizade, saudade, morte, virgindade, masturbação, drogas, sexualidade, paixões, família, porres, gravidez, futuro, teatro, internet, música e futebol.

FICHA TÉCNICA

Autor: Leandro Goulart
Direção: Afra Gomes e Leandro Goulart
Elenco: Leonardo Cidade, Eike Duarte, Lucas Santos, Tony Nogueira e Caio Giovani
Direção Musical: Juliana Veronezi e Jefferson Nogueira
Arranjos Musicais: Dalton Coelho
Figurino e Cenografia: Leandro Goulart
Sound Design: André Breda
Assessoria de imprensa: Pombo Correio
Coordenação Administrativa e Lei: Sônia Odila
Produção Executiva: Fabricio Síndice
Produtores Associados: Bia Flores, Camila Moura e Edinho Rodrigues
Realização: Brancalyone Produções, Girassol Comunicações, Interage Cultural e Ministério da Cidadania